quarta-feira, janeiro 31, 2018

 

O poder desenvolve-se em rede.


Pela sua natureza, o Filósofo vai sempre á frente alumiando os horizontes da vida. Estão publicadas as lições de Foucault do curso que deu em 1976 no Colégio de França, com o título “É preciso defender a sociedade”. Tive a graça de conhecer melhor Foucault por um seu discípulo e também professor do mesmo curso, o meu amigo Prof. Dr. Cândido Agra, fundador da Faculdade de Direito no Porto.
Nessas lições que já li enumeras vezes, sempre aprendendo coisas novas, diz Foucault: “Não se deve olhar para o poder apenas como dominação de um indivíduo sobre outros, de um grupo sobre outros, de uma classe sobre outras. O poder deve ser analisado como qualquer coisa que circula, ou melhor, como qualquer coisa que só funciona em cadeia, em rede. (…) É preciso compreender o poder pelo lado da dominação e não da soberania política ou jurídica, pelas táticas de dominação em rede e clientelares”.
Talvez este caso do Juiz Rangel e outros e do Presidente Vieira se possa compreender melhor, lendo as lições de Foucault e pensando como as redes de dominação e clientelares se apoiam na notabilidade que os “media” vão criando, sem nenhuma justificação ética. Neles está o grande vampiro que se alimenta dos próprios monstros que cria!

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?