sexta-feira, janeiro 20, 2017

 

Os sinos dobram pela América!


Não só nos dói, mas também nos revolta! O que mais me dói e revolta não é o vazio do discurso de Trump; o que mais me doi e revolta não é um futuro sombrio que hoje paira sobre o mundo; o que mais me doi e revolta não é ter a notícia de que Trump se abarrotou de dinheiro sujo, proveniente de negócios sujos; o que mais de dói e revolta é o que levou a que Trump seja presidente dos Estados Unidos, depois de personalidades como George Washington, Franklin Roosevelt, Harry Truman, Eisenhower, Roosevelt, Kennedy, Obama, etc. Para onde foi o sonho americano?
Este vazio só é possível pela degradação do papel da política, porque desprezaram a ideologia, a crença nos valores que podem configurar o sentido de um horizonte de vida mais humano e mais justo.
Tal como aconteceu antes das duas Grandes Guerras também, hoje, ser de esquerda ou ser de direita já nada diz aos eleitores: o que conta é o chauvinismo, o orgulhosamente só, a vidinha de cada um, o poder-se vingar de um governo que não satisfez o que se pretendia com um voto; o olhar para o imediato, desprovido de valores e orientado apenas pelo egoismo. O resultado está á vista! E esta onda de obscurantismo e barbárie também por cá anda.
Os partidos poderiam aprender com tudo isto, mas não aprendem, como não aprenderam com as razões que levaram ao populismo e à demagogia que fez desencadear duas grandes guerras mundiais. Então, não foi em nome do povo alemão que falou Hitler? E não é em nome do povo americano que fala Trump?
Pobre povo, quando o conceito que o define apenas é instrumental!

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?