quinta-feira, janeiro 12, 2017

 

Não sei quem disse, mas talvez tenha sido um filósofo ou um teólogo: “Somos seres indigentes”.  E é verdade!... A maior carência é a da amizade. Precisamos dos amigos. E nisso tem razão Epicuro, quando nos diz: “De todas as coisas que a sabedoria nos oferece para a felicidade da vida, a maior é a amizade”.  

Encontro-me periodicamente com estes amigos. Já nos conhecemos há longos anos: temos muitas coisas em comum e em muitas outras divergimos, mas o denominador comum é sempre o mesmo: os laços de amizade que o tempo foi apertando. Sempre que nos encontramos é sempre uma festa e o Júlio Roldão traz-nos sempre mimos -- um poema, um quadro por si pintado ou um livro. O Júlio sempre foi assim: um amigo generoso! Hoje decidimos pagar-lhe o almoço pelo que nos gratifica com os seus presentes e a sua verve tão mordaz como humanamente rica. E bem merecia que fosse sempre o nosso convidado em todos os almoços. Mas ele tem razão: convidado desconstrói os vínculos que a amizade cimenta. Não há o Júlio, mas o GRUPO DOS QUATRO, o único -- e nada de confusões!

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?