terça-feira, dezembro 20, 2016

 

Negócio a misturar ética dá sempre vigarice!


Podiam falar baixo e não me permitiam que estivesse atento ao que lia durante o café , hoje, de manhã. O sujeito que tinha a seu cargo a despesa da conversa era um rapaz  novo, talvez dotado de todas as técnicas de argumentação que se aprendem para vender casas, conquistar votos ou  ser comentador na TV de política ou desporto, coisas que andam sempre muito ligadas. Falava alto, argumentava que era incapaz de prejudicar sicrano ou beltrano, porque sempre colocou a ética acima dos negócios, etc. Nesta altura, o meu ouvido direito levou para dentro de mim o conselho que sempre dei aos meus alunos: “Quando ouvirem argumentar com a ética metam a mão ao bolso e certifiquem-se se a carteira não fugiu”!
E o sujeito da despesa da conversa continuava, continuava… Depois de quase uma hora, baixou o nível dos decibéis e, como se estivesse num lugar sagrado, cresceu para junto das cabeças dos seus coloquiantes e disse: se o senhor me resolver isso (compra de uma casa) recebe um envelope com 5.mil euros e a senhora recebe outro.
Confirmou-se que continuo a ter razão nos meus conselhos! E percebo por que Trump e outros trumpistas ganham eleições!

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?