quarta-feira, agosto 10, 2016

 

Avaliar consequências ...


Depois do terrível flagelo dos incêndios, depois da catástrofe da Madeira, o que irá acontecer? Os bombeiros serão dotados de melhores meios, os autarcas preocupar-se-ão  com a prevenção, os políticos promoverão a educação da cidadania na defesa do meio-ambiente, o eucaliptal passará a ter regras para a sua implantação não destruir os lençóis freáticos,  as casas das montanhas dos guardas das florestas e as escolas abandonadas serão entregues a quem  queira fixar-se no interior com a obrigação de defender o meio-ambiente? Os centros de saúde, as escolas, as finanças, os tribunais serão reabertos no interior para que as pessoas possam lá viver? Que planos de administração do território, sobretudo de zonas florestais,  serão criados? Serão estimuladas as freguesias, as associações e clubes locais a defender o meio-ambiente e distribuídos  meios para detecção e primeiros combates a incêndios ou deixa-se tudo para as agências que contratam aviões e helicópteros?

No meu entender, depois deste flagelo vai haver muitos elogios aos bombeiros,  medalhas dependuradas a granel em muitos incompetentes e, a seguir, quando tudo estiver mais calmo, a catástrofe é esquecida olimpicamente para regressar no próximo ano com a terrível e implacável destruição do que ainda resta da nossa riqueza fundamental: a vida das plantas e dos animais, o que resta de floresta.

O que mais me preocupa, me cria este pessimismo,  é o que é anterior às catástrofes ambientais: a falta de sentido de Estado dos políticos!

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?