sexta-feira, abril 01, 2016

 

Não há convicções sem referências!



É hoje lugar-comum falar-se em crise de valores e de convicções. Mas como se pode resolver esta crise, se, por exemplo, na Assembleia da República, vale mais o poder do dinheiro nas relações entre estados do que o valor da dignidade humana?
O que dizem os deputados que votaram contra a moção de repúdio pela condenação dos activistas angolanos é que o dinheiro e as relações de influência entre estados, valem mais que um ser humano. Como poderemos acreditar que esta gente está na Assembleia para nos representar? Farão connosco o que fazem aos angolanos, porque as suas referências não são os direitos humanos. Se não há boas referências em democracia para que serve este sistema? Uma democracia que só tem como referência o deficit é uma democracia frívola, um embuste!

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?