sexta-feira, janeiro 22, 2016

 

Sondagens e uma contradição que talvez não seja!

Foi esta a sondagem que ontem, durante a arruada, conheci.

Não percebo por que há tantos cidadãos dispostos a votar em Marcelo Rebelo de Sousa. Marcelo é a imagem do que aconteceu com o seu candidato: "foi e já não é". De repente, ficou mais à esquerda do que os candidatos de esquerda. E há muita gente que não tira conclusões! O que fizeram ao ditado: "quando a oferta e grande, o pobre desconfia". Ninguém muda tão rapidamente de convicções e posturas e quando isso acontece desconfia-se da honestidade dessa criatura, passando a suspeitar de que poderá ter em breve uma recaída. Maria de Bélem é como já alguém disse « um "nonsense" os resultados mostrarão isso e os seus apoiantes de referência cairão num descrédito completo se é que já não estão nele - à direita ninguém os quer e à esquerda muito menos». E talvez aconteça como diz! Nunca percebi a postura daquelas personalidades do PS que estiveram na primeira fila da apresentação de Sampaio da Nóvoa no Tivoli, no Porto, e, quando Maria de Belém apareceu para complicar a vida a António Costa sem se perturbar com os efeitos na credibilidade do Partido, apareceram na primeira fila na campanha de Maria de Belém.  Muita gente se interroga: o que os distinguirão de Marcelo? Talvez isso ajude a compreender a razão do aparecimento de uma segunda candidatura no PS

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?