quinta-feira, janeiro 07, 2016

 

O debate entre Sampaio da Nóvoa e Marcelo Rebelo de Sousa merecia um estudo profundo,  académico. Demonstrou-se à evidência que é abissal o que distingue um intelectual que procura guiar-se pela verdade para avançar na verdade e um professor que não se orienta por uma bússola, segue as conveniências e se  alimenta das circunstâncias para tornar relevante a iniquidade. O professor Marcelo foi ao tapete, ficou nervoso e agressivo, mas nunca mais se levantou.

Estas diferenças não são de estilos, mas de posturas, de formas de estar na vida, com autenticidade ou com oportunismo, e que a retórica, por mais manipuladora que seja, não consegue esconder. Com mais dois debates como este, Marcelo Rebelo de Sousa nem à segunda volta iria.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?