sexta-feira, janeiro 29, 2016

 

A parcialidade da Troika


O relatório do Tribunal de Contas Europeu deveria fazer pensar a oposição antes do seu blá…blá… sobre o orçamento do Governo. A Critica desse Tribunal deixa claro a parcialidade da troika: “enquanto a Hungria foi obrigada a cumprir 60 condições, a Portugal foram impostas 400 medidas, isto apesar de os países enfrentarem circunstâncias similares”. A pressão que a Troika continua a fazer sobre Portugal, com fugas de informação, amaças ditas de agências de rating, etc. tem uma justificação. Os técnicos da Troika, ao serem colocados nos cargos que ocupam pelos interesses financeiros que representam, receberam uns óculos com que fazem a interpretação das contas do orçamento português. Toda a gente sabe que é com interpretação de contas que se fazem as manobras nas análises. Não há só uma maneira de ver um copo meio-cheio. O que eles vêem é configurado pelos óculos que lhe foram colocados nos cargos milionariamente pagos. Antes de mais querem agradar aos seus patrões e o quer os seus patrões é que um governo não governe para diminuir o sofrimento dos que mais sofrem, mas para resolver os problemas dos bancos e de gente como Soares dos Santos.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?