sexta-feira, novembro 06, 2015

 

Ouvi ontem a “Quadratura do Circulo”. É sempre estimulante acompanhar o raciocínio de Pacheco Pereira. Com ele percebe-se a importância da História na compreensão da crise política que atravessamos. De facto, o PS e os partidos à sua esquerda foram empurrados para um acordo e se não o fizerem correm o risco de se estilhaçarem. Jorge Coelhoso foi desmascarado e o que é surpreendente é que se tenha escandalizado com o facto incontroverso de todos já termos percebido que está mais próximo de Assis do que de António Costa. Só queria e só quer uma maioria absoluta do PS, que o PS seja um partido grande onde ele continue um grande barão, a viver à custa da política. Mas o PS só será um grande partido, quando corresponder às expectativas dos eleitores e não às ambições dos seus barões.

Jorge Coelho ainda não percebeu que a crise descredibilizou os partidos do chamado “arco do poder” e desejar um PS com maioria absoluta, sem nada fazer pela sua credibilidade, é como aquela senhora que queria a sorte grande sem comprar a lotaria.   

Já lá vai o tempo em que bastava encher as ruas de bandeiras para ganhar eleições. Sobre Lobo Xavier nem vale a pena falar: só ouvi-lo é chato e penalizante!

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?