terça-feira, maio 10, 2011

 

O crime parece compensar.

Só desde Novembro, a Procuradoria-geral da República recebeu 794 queixas de corrupção e fraudes que, na sua maioria, visam o sector público. Este número só sublinha a ideia de que a impunidade não é contrariada. E há quem calcule que cerca de 60% da nossa divida pública (160 mil milhões de euros) tem origem na corrupção.


Serão as gerações futuras, as que não estão cá para pedir responsabilidades pelos desvios e gestão danosa dos dinheiros dos contribuintes que mais serão penalizados.


E nós, levados pelas estratégias de luta pelo poder dos partidos e pelos jogos de ilusões da campanha eleitoral, será que vamos permitir que o crime compense?


É preocupante que se alastre a ideia de que todos são culpados e de que todos só querem, mesmo na bancarrota, o poder.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?