segunda-feira, fevereiro 14, 2011

 

É inexplicável!

Numa “pulsão” falaciosa, hoje, no Público, Francisco Louçã, procura justificar (fazendo dos portugueses burros) a moção de censura do BE.


Lemos que “é contra a irresponsabilidade”. Mas não percebemos a necessidade de uma moção contra o que todos os dias é afirmado pelo BE. Esperávamos que nos explicasse o sentido prático da moção, suas consequências objectivas na viragem das políticas do Governo? Isso é que nos interessava!

Sobre isso, nada é dito: O Governo não cai, não altera a suas “lamentáveis” políticas e foi aberto um espaço para que a lábia de Sócrates se expandisse durante um, dois, três meses, a vitimizar-se por não reconhecerem o feito”heróico” de impedir a entrada em Portugal do FMI.


E ficamos a pensar: o BE acaba de fazer a Sócrates um jeito: possibilita-lhe construir uma “cortina de ruído” que não deixa ouvir os reais problemas que todos os dias são criados aos portugueses mais desfavorecidos por este Governo. E isso só tem um nome: é uma obscenidade.


Se isto é de esquerda, eu já nada tenho a ver com isto. E tristemente o digo.

Comments:
Um anónimo é um covarde ou, então, um polícia das secretas. Neste espaço não se dá voz a esse tipo de gente.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?