segunda-feira, janeiro 10, 2011

 

Fernando Nobre abre as portas da esperança

O caminho vai-se abrindo para todos os que querem um Portugal mais justo, mais limpo moralmente, mais humano e mais fraterno, como sugeriu o Dr. Paulo Morais nas boas-vindas a Fernando Nobre no Ateneu Comercial do Porto.


Seguidamente, realizou o Comício. A sala do Cinema Batalha transbordou de gente. Falou-se de Humberto Delgado, da sua chegada ao Porto, e a lembrança não é descabida.


O entusiasmo alastrava-se e o discurso de Fernando Nobre atingiu o coração dos portuenses. Falou dos problemas que vive o Norte, em particular, e o País, no seu todo: o desemprego, os estrangulamentos ao desenvolvimento, o abandono dos campos, a degradação dos apoios sociais, o clientelismo, a corrupção, a promiscuidade entre políticos e negócios, a falta de meios para que a Justiça seja célere e eficaz, o desmesurado número de deputados, etc.


Referiu-se aos poderes constitucionais do Presidente da República para reafirmar que sabe bem como poderá colocar as suas preocupações na agenda de um governo.

Vimos muita gente conhecida do BE, do PS, do PC, do PSD; e, curiosamente, muita gente que nunca tínhamos visto em comícios (dizem que estavam mais de mil cidadãos).

Nota-se que há uma onda a crescer de apoio a Fernando Nobre, acreditando que este candidato é o único capaz de alterar o estado de coma do País.


E é possível: basta que votemos num candidato à Presidência da República que nunca sujou as mãos no lodaçal em que vivemos.


Fernando Nobre nunca andou nas carruagens do poder e, pelo seu testemunho de vida, é, sem dúvida, o que mais garantias nos dá.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?