terça-feira, janeiro 04, 2011

 

Entrevista de Fernando Nobre

Gostei da entrevista de Fernando Nobre. Podem dizer-me: ”era melhor que não gostasses!... Tu apoia-lo!”


É verdade, mas é impossível ficar indiferente a este candidato da cidadania.


Fernando Nobre, na sua entrevista de hoje, na RTP1, reforçou o meu apoio e penso que o de muitos e muitos outros cidadãos.


Sei (e recebo por e-mail) que há uma campanha infame contra Fernando Nobre, procurando fazer sobre o seu passado humanista uma tábua rasa. E ela vem daqueles que já precisaram dele, o que a torna mais nojenta.


Mas não conseguirão os seus objectivos. O seu passado de vida está em cada palavra que diz. Sentimos em Fernando Nobre um candidato que vive, com o coração e com a inteligência, os nossos problemas, está preocupado com os mesmos e tem propostas para os resolver.


Os outros candidatos estão virados para o passado, recorrem aos sofismas, aos truques dos jogos de intriga e disputam concepções de carácter, quase a fazer-nos crer que a disputa eleitoral é pela escolha de uma “virgem”, como se não fossem responsáveis por terem feito da política um bordel.


Pessoalmente, estou cheio desse tipo de luta política, nada me diz, a não ser que os políticos de profissão estão nos limites do grau zero da falta de decoro.


Fernando Nobre não vem deste estilo de fazer política, não é um politiqueiro. Surgiu nestas eleições por um imperativo de cidadania, por uma necessidade de promover respostas para a crise profunda em que todos vivemos no dia-a-dia.


Quer, por isso, que o debate político se centre no desemprego, no problema do funcionamento da Justiça, dos cuidados de saúde, da escola, do desenvolvimento económico, na luta contra a corrupção, etc.


Sente, pela inteligência e pelo coração, que todos esses problemas deprimem os cidadãos, vão destruindo famílias e rompendo a coesão social que dá confiança ao necessário esforço colectivo de abrir esperanças para o futuro.

Era isto que precisávamos de ver debatido e não os truques falaciosos de procurar colar adversários a situações detestáveis, atirando pedradas sobre um passado já longínquo.


Fernando Nobre não entrou por esse caminho, esteve virado para o Futuro e preocupado com o mundo da vida que cada português sente no quotidiano.


Fernando Nobre preencheu as minhas expectativas. Tenho em quem votar convictamente. Mas isso, só a ele o devo! Não teve a propaganda que anda por aí com certos candidatos às costas.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?