segunda-feira, junho 04, 2007

 

Esperar para ver…

«À mulher de César não basta ser séria, é preciso parecê-lo». Finalmente, o governo parece pretender impor normas que obriguem a suspensão de mandatos a autarcas que estejam constituídos arguidos em processos criminais, depois de deduzida a acusação.

Vamos ver como reage o “chefe” dos autarcas, Fernando Ruas!

É que os autarcas suspeitos de actos de corrupção são mais que muitos e há sempre lábia para desenvolver argumentos contra tal disposição.

Comments:
Já reagiu, ouvi-o na TSF.
Escudou-se, como pressupunha, no princípio da presunção de inocência. Até aqui nada de novo!!

Maria
 
Eu até esperaria que sugerisse uma comenda para todos os autarcas que estão nessa situação. É que tudo foi feito em favor do bem-comum e o bem-comum está configurado na pessoa que é escolhido pelo povo (ou, talvez pova!).
 
Concordo consigo. O superior bem-comum justifica muita coisa. Pode inclusive, quando praticado em nome do bem-comum duma freguesia, justificar o incitamento ao apedrejamento.

O "chefe" dos autarcas, aqui, esteve bem. Quer dizer, podia ter ficado melhor no retrato se tivesse ido mais audaz, sei lá, se tivesse inovado um pouco mais e explicado à assistência por que razão se lembrou do apedrejamento quando é certo e sabido que não falavam de mulheres adúlteras, antes de técnicos ambientalistas. Não fora este pequenino senão e ...

Maria
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?